O SANGUE DE JESUS NA PREGAÇÃO DE D.L. MOODY

“É provável que quando alguns dos senhores egípcios que cavalgavam sobre Gosen viram aos israelitas aspergindo suas casas tenham dito que não haviam visto tolice semelhante. É provável que pensaram que estavam sujando suas casas, simplesmente. Cada casa tinha sangue. Os egípcios não o podiam entender. Porém, naquela memorável noite, quando a morte entrou em cada casa, desde o palácio à cabana, quando os gemidos subiram por toda a terra ferida, foi o sangue que guardou os lares de Gosen. Sim, é o sangue que deve cobrir nossos pecados.


Rogo-lhe que não permita que nada nem ninguém o remova desse ponto. Deixe aos que se burlam, se mofam, riem e desprezam ao precioso sangue do Filho de Deus. Ele é nosso refúgio e nossa esperança. Não podemos cobrir o pecado com nenhuma boa obra que nós possamos fazer”. 

Trecho do sermão "O Sangue" de D.L Moody


A literatura cristã possui um vasto conteúdo sobre o tema.